Dropshipping Nacional: o que é, como é feito, vantagens e mais!

Escrito em: 21/12/21
Início 9 Empreendedorismo 9 Dropshipping Nacional: o que é, como é feito, vantagens e mais!

O dropshipping nacional é um modelo de negócio indicado para quem sempre quis empreender, mas encontrou barreiras financeiras na hora de montar o estoque do produto. Também é uma alternativa viável para quem deseja trabalhar pela internet, sem todos os custos relacionados a uma loja física. O dropshipping é um tipo de negócio vantajoso e prático, porém, que exige muita dedicação para dar certo, assim como acontece com qualquer outro empreendimento. Se você já conhecia o dropshipping internacional, saiba agora como funciona a versão nacional e quais fornecedores podem ajudar você a montar a sua própria loja, e o melhor, sem estoque.

O que é dropshipping nacional?

Dropshipping é uma forma de negócio que o vendedor divulga e realiza vendas sem se preocupar com estoque e nem com o processo logístico de entrega.

Tudo que ele tem que fazer é montar a sua loja online, divulgar os produtos, fechar vendas e solicitar o pedido ao fornecedor. O responsável pela entrega é o fornecedor que deve pensar na melhor forma de fazer isso, mas também deverá embalar o objeto com qualidade e segurança.

O dropshipping nacional é uma versão do dropshipping internacional que, como o próprio nome já diz, atua apenas fora do Brasil. Entretanto, no modelo nacional, todas as transações são feitas dentro do território brasileiro. A seguir, veja mais algumas diferenças entre esses dois tipos de comercialização.

Quais as diferenças entre dropshipping nacional e dropshipping internacional? 

Dropshipping nacional e dropshipping internacional correspondem ao mesmo tipo de negócio comercial. Mas, a diferença básica é que no modelo internacional o fornecedor está fora do Brasil, um fato que gera outras consequências específicas, como:

  • uso de moeda estrangeira nas negociações;
  • frete mais demorado;
  • maior número de impostos durante a importação de produtos;

No modelo nacional, as empresas que fornecem os produtos para venda estão localizadas dentro do território nacional, o que também acaba definindo alguns pontos característicos do dropshipping e também algumas vantagens, como por exemplo:

  • frete mais acessível;
  • prazo de entrega menor;
  • negociações com moeda nacional (o Real);

O dropshipping nacional também é mais vantajoso, uma vez que o vendedor consegue construir uma relação melhor com seu cliente devido às entregas rápidas, negociação mais fácil e frete mais acessível, dentre outros benefícios.

Como é feito o dropshipping nacional?

O dropshipping nacional segue a mesma lógica do internacional. Veja uma explicação no passo a passo a seguir:

  1. O lojista faz um cadastro no site do fornecedor escolhido para começar a vender os produtos na sua loja;
  2. Ele monta a sua loja virtual de acordo com o catálogo de produtos oferecido por aquele fornecedor;
  3. Caso não queira montar uma loja online, ele também pode optar por vender em marketplaces, onde várias lojas anunciam como uma espécie de shopping coletivo virtual;
  4. O lojista divulga todos os produtos, investindo em estratégias de marketing, dentre elas, as redes sociais, fundamentais para atrair clientes e dar visibilidade à loja;
  5. O cliente visita a loja, escolhe um produto e fecha a venda;
  6. O lojista envia a ordem de pedido para o fornecedor e também o pagamento do produto adquirido;
  7. Ao receber o pedido, o fornecedor embala o produto e envia de acordo com as informações de entrega repassadas pelo lojista;
  8. Tanto o lojista quanto o fornecedor precisam emitir notas fiscais para a movimentação legal das mercadorias;
  9. O lucro do lojista é a diferença entre o preço de custo do produto mais o frete e o valor vendido. O lojista vende o item a preço de varejo e paga ao fornecedor o preço de atacado.
  10. O lojista precisa pagar uma mensalidade em algumas plataformas para fazer parte do quadro de vendedores digitais.

Dropshipping feito. E agora?

Podemos perceber, então, que as responsabilidades das partes envolvidas estão bastante divididas. O lojista, que é o vendedor, não tem contato direto com o fornecedor, muito menos com o produto e com as operações logísticas.

Assim, ele apenas deve montar seu espaço de venda, divulgar seu material, fechar vendas e solicitar a entrega ao fornecedor.

Este, por sua vez, recebe o pedido e entrega a peça, se responsabilizando pela embalagem e logística. 

Isso não quer dizer, no entanto, que o vendedor tem um trabalho fácil ou muito simples. Mas sim, ele deve atrair clientes e conquistar a confiança deles na hora da compra de um produto, o que é bastante desafiador.

Principalmente, porque o consumidor não tem nenhum contato com o fornecedor. Assim, ele não sabe que se a embalagem apresentar algum defeito grave, o vendedor não tem responsabilidade sobre isso. 

O vendedor é a ponte entre marca e consumidor, e essa referência é o que pode determinar novas compras ou não.

Por isso, é muito importante que o lojista pesquise e escolha empresas fornecedoras de confiança, que tenham produtos de qualidade e que honrem o prazo de entrega estabelecido.

Quais as vantagens do dropshipping nacional? 

Quem sonha em trabalhar online, de casa, sem grandes investimentos e pouco custo, encontra no dropshipping uma opção excelente. E ainda, é um ramo comercial que está crescendo e se fortalecendo bastante, especialmente devido às muitas vantagens, como:  

Redução do valor de investimento inicial 

Uma das grandes vantagens do dropshipping, e que atrai muitos profissionais novos, é o baixo investimento. Isso acontece porque ter dinheiro para montar uma loja física, com estoque convencional e todo o aparato operacional, legal e logístico demanda muito dinheiro.

Para muitos que sonham em empreender, essa é uma barreira impeditiva que afasta as pessoas do sonho de ter o próprio negócio. Com o dropshipping, o investimento inicial é muito pequeno e com grandes chances de retorno positivo.

De início, o lojista precisa apenas construir e manter um site ou loja virtual, o que pode ser feito com a ajuda de várias plataformas online. Ele também deve ter um sistema para receber pagamentos e um atendimento ao cliente. Pronto.

E, claro, se atentar à mensalidade que algumas plataformas fornecedoras exigem para que seja feito o cadastro e o início das vendas. 

Gestão facilitada 

Gerenciar uma loja virtual tem seus desafios. Mas, sem dúvidas, é muito mais fácil do que administrar um negócio que tem uma equipe de colaboradores, estoque físico, processos de armazenagem e logística, embalagem e entrega de produtos, além de toda a parte de divulgação e relacionamento com o cliente.

Então, sim, a gestão é muito mais simples, o que também atrai muitas pessoas com pouca ou nenhuma experiência com comércio, especialmente o virtual. Então, basicamente, o lojista deverá arcar com tarefas relacionadas a marketing, atendimento e comercial. 

vantagens do dropshipping nacional

Economia com o dropshipping nacional

Além de exigir pouco investimento para começar, o dropshipping também é econômico no que diz respeito à sua manutenção, uma vez que oferece um ótimo custo-benefício para o empreendedor.

Como não precisa manter estoque, o gestor também não tem que comprar produtos e armazená-los para futuras compras dos seus clientes, já que não é uma responsabilidade dele. Essa é a principal característica do dropshipping e também uma das vantagens mais buscadas.

Diminuição de riscos do negócio 

O dropshipping nacional é um negócio seguro para o vendedor e também passa mais segurança para o cliente. Alguns deles ainda têm um pouco de resistência em adquirir produtos de empresas estrangeiras.

Além disso, o investimento pequeno e o baixo custo com manutenção da loja fazem com que o negócio ofereça mais vantagens ao gestor do que riscos. E, caso a loja não prossiga por algum motivo, ele não terá dificuldades para se reerguer ou recalcular a rota.

O baixo risco de um dropshipping também estimula e motiva o empreendedor a investir mais energia no desenvolvimento do seu negócio, uma vez que os ganhos são bons e as despesas bem pequenas.

Trabalho 100% online 

Todas as transações desempenhadas na loja são virtuais. A montagem do espaço online, a alimentação do site, a divulgação, a produção de conteúdo nas redes sociais, a negociação e atendimento ao cliente, o fechamento da venda, tudo é feito por meio de um computador.

Trabalhar online também oferece muitas outras vantagens para o empreendedor, como:

  • Não ter que enfrentar trânsito congestionado;
  • Está menos suscetível a assaltos e acidentes;
  • Tem mais tempo para ficar perto da família;
  • Pode fazer os próprios horários de trabalho;
  • Tem à disposição todo o conforto da sua casa;
  • Sofre menos estresse com trajeto, horários rígidos e cobranças de superiores.

Além de todas essas vantagens, o dropshipping também oferece muitos outros benefícios, como mais rapidez no processo de troca, mais agilidade na negociação e na comunicação entre as partes, entrega mais rápida, preço do frete mais acessível e redução no valor dos impostos cobrados.

Quais as principais regras do dropshipping nacional? 

O dropshipping nacional é um negócio como qualquer outro e, por isso, também está submetido a diversas regras relacionadas ao comércio de produtos. Essas características dão mais segurança e garantia ao consumidor, além de profissionalizar ainda mais a atividade.

As regras do dropshipping nacional se assemelham àquelas aplicadas no dropshipping internacional, especialmente no que diz respeito à parceria estabelecida entre gestor e vendedor. Conheça algumas delas:

  • O trabalho desempenhado pelo lojista e pelo fornecedor não deve ultrapassar o território nacional. Afinal, essa é a característica básica desse tipo de dropshipping. Portanto, a empresa fornecedora deve ser brasileira.
  • As transações realizadas entre as partes devem ser feitas na moeda do nosso país, o Real. Moedas estrangeiras não são aceitas.
  • O vínculo entre o lojista e o fornecedor, e que atrai o consumidor, é o catálogo de produtos. Logo, as duas pontas dessa comercialização devem se atentar quanto a isso. Para que o lojista possa divulgar e vender um produto, o fornecedor deve ter estoque disponível. 
  • Como já foi dito, a responsabilidade pela separação, embalagem e envio do produto é exclusiva do fornecedor.
  • Da mesma forma, a negociação com o cliente e a divulgação dos produtos são tarefas exclusivas do vendedor, não devendo ser transferidas ao fornecedor de forma alguma.
  • Como o cliente não tem contato com o fornecedor, a responsabilidade de pagá-lo é do lojista. Então, logo que recebe o pedido e o envia ao fornecedor, o lojista também deve efetuar o pagamento para que a operação prossiga. 

E, claro, não podemos esquecer de todas as questões legais relacionadas a impostos, taxas e funcionamento da empresa.

Vale lembrar que, para atuar como vendedor virtual, alguns fornecedores exigem que o empreendedor tenha uma empresa aberta no seu nome, não podendo atuar como pessoa física. 

Como usar dropshipping nacional

Como usar dropshipping nacional para alavancar suas vendas? 

Sim, é possível aumentar os ganhos e diversificar os investimentos e rendimentos com a sua loja online usando o dropshipping nacional. Como todo e qualquer negócio, existem dois passos para que isso aconteça. O primeiro deles é reduzir os custos e o segundo é aumentar as vendas.

Em relação aos custos, você já viu que este é um tipo de negócio que exige pouco investimento. Caso já tenha alguma loja física ou online, é recomendado avaliar a situação atual e verificar quais despesas podem ser diminuídas. A partir daí, dedicar o valor economizado com o investimento no dropshipping.

Para o segundo passo dar certo, ou seja, para aumentar as suas vendas é preciso traçar uma estratégia de marketing para que a sua loja alcance novos clientes e atraia também os atuais para que permaneçam fiéis e continuem comprando.

A seguir, algumas dicas que vão ajudar bastante a fazer o seu negócio online decolar de vez. Veja só:

Ofereça produtos diversificados

Por não precisar montar estoques, o gestor pode oferecer ao seu cliente uma cartela variada de produtos, ampliando o público atingido e as vendas também. 

Contudo, caso queira permanecer dentro do seu nicho de mercado, não tem problema. Também é possível incluir mais produtos no catálogo.

Para facilitar a escolha do que vender, uma dica é usar a associação de produtos similares. Por exemplo, uma loja que já vende cervejas artesanais pode vender também canecas, quadros decorativos, aperitivos, outros tipos de bebidas, etc.

Venda produtos de qualidade

Tudo bem que essa não é uma responsabilidade do vendedor, mas faz parte do trabalho dele escolher aqueles itens que são melhor avaliados por quem já comprou o produto. Pense que se as suas vendas forem de produtos ruins, seu cliente não voltará mais.

Por isso, é importante conhecer bem os fornecedores, conhecer e experimentar, se possível, o produto que ele vende e verificar a experiência do usuário com aquela mercadoria antes de anexá-la à sua cartela de vendas.

Invista em um excelente atendimento

Outra parte do trabalho do lojista, como já citamos, é o relacionamento com o cliente. É uma função primordial, pois pode atrapalhar ou impulsionar o processo de compra. Então, ajuste o atendimento para que ele seja de excelência.

Invista em treinamentos, capacitações, cursos e ponha tudo em prática para que o cliente tenha a melhor experiência possível com a sua loja. 

O atendimento de qualidade se estende também ao pós-venda, vale lembrar. Caso o cliente retorne o contato por alguma insatisfação ocorrida, trate-o com a mesma educação e presteza utilizadas no ato do convencimento da venda.

principais fornecedores de dropshipping nacional

Escolha bem os seus fornecedores para o dropshipping nacional

Vimos que existem três pontas que formam o dropshipping nacional: o fornecedor, o vendedor e o cliente. O fornecedor ocupa uma posição de destaque, pois realiza funções que interferem diretamente na experiência do cliente.

É ele quem define o prazo de entrega do produto, o valor do frete e também é ele quem embala e envia a mercadoria. Então, caso aconteça algum problema dentro desse processo, o comprador ficará frustrado e insatisfeito.

Outro ponto importante é o fator preço. Vimos que o lucro do lojista é o que sobra do valor de custo do produto mais o frete descontado do valor de venda da peça. Então, é importante que o preço do objeto seja satisfatório para o cliente e também para o vendedor. 

Portanto, faça uma boa pesquisa de mercado para identificar os melhores fornecedores para o seu negócio.

Experimente os serviços ofertados

Uma estratégia bem interessante para escolher os seus fornecedores é experimentar a relação com eles antes de fechar uma parceria. A sugestão é que você compre algum produto e verifique, de perto, como é a experiência de venda com aquela empresa.

Outra maneira de testar a eficiência do fornecedor é buscando o suporte técnico e observando como esse atendimento é feito. São ações importantes para que você saiba exatamente como o seu público está sendo tratado.

Crie uma loja virtual realmente atraente e funcional

Uma desvantagem do dropshipping nacional é o incontável número de lojas virtuais que disputam a atenção do consumidor na internet e funcionam como concorrentes de peso, principalmente para quem está começando.

Portanto, para se destacar, é fundamental estruturar uma loja com um design bonito, funcional e simples de usar, que proporcione uma boa experiência ao consumidor. Ah, e não se esqueça de otimizá-la para o acesso por meio de dispositivos móveis.

Faça uma divulgação consistente

Como não terá que se preocupar com todas as outras tarefas de uma empresa convencional, direcione as suas energias para a área de vendas e marketing e faça uma divulgação eficiente do seu mais novo negócio.

Quando falamos em divulgação consistente, estamos nos referindo à alimentação constante das redes sociais, da interação com os seguidores, do uso de imagens que chamem a atenção do público e, claro, da constância.

Não adianta fazer uma postagem hoje e a próxima daqui a duas semanas. Crie um calendário de postagens e tente segui-lo fielmente. Lembre-se que essa é a sua função primordial no dropshipping e dela depende o futuro do seu negócio. 

Crie uma relação de confiança com seu consumidor

É fundamental ser transparente com seu cliente, deixar claro que o produto não está no seu estoque, mas que será enviado por um fornecedor. Assim, é mais fácil fazê-lo compreender a necessidade do prazo e do frete.

Além disso, na hora de inserir os produtos na sua loja, seja realista em relação aos itens, inserindo as informações corretas, as características e opções disponíveis. Quanto mais confiança o cliente sentir em você, mais vezes ele voltará.

Ofereça um clube de assinatura

Também chamado de serviço recorrente, o clube de assinaturas é uma maneira de vender seus produtos com frequência e criar um vínculo com seus clientes. Funciona da seguinte forma: o lojista monta uma caixa de produtos relacionados e envia para a casa do cliente todos os meses ou a cada dois meses, por exemplo.

Alguns exemplos são produtos de papelaria, de café, livros, jardinagem, cervejas, maquiagem e o que mais a sua clientela se interessar. Você pode montar caixas diversificadas e com valores variados também. 

Quais os principais fornecedores de dropshipping nacional? 

É verdade que o dropshipping nacional ainda está crescendo e evoluindo. Mas, já é possível listar algumas empresas que estão se destacando no mercado atual. Veja só:

Lux Joias

A Lux Joias oferece revenda de joias, semijoias e bijouterias com ótima porcentagem de lucro para o vendedor. O cadastro pode demorar até um dia útil para ser concluído e a empresa oferece vários planos para o interessado.

Kaisan

Roupas sempre são uma ótima opção para quem deseja vender online. A Kaisan é uma loja especializada em moda fitness, mas que também oferece outros produtos, como lingerie e moda praia.

Empório Bags

Quem tem interesse em vender bolsas, pode optar pela Empório Bags com uma cartela variada de produtos, incluindo, além de bolsas, carteiras e mochilas.  

Atacado Barato

Aqui, a empresa reúne uma série de produtos para o público masculino, feminino e infantil, com um foco maior em calçados de marcas variadas.

DSlite

A DSlite não é um dropshipping, mas uma plataforma que reúne e integra vários tipos de fornecedores, o que permite que o vendedor tenha acesso a uma grande variedade de produtos das mais diversas empresas.

Como vimos, o dropshipping nacional é uma estratégia de vendas que vem crescendo muito nos últimos tempos, se adequando a uma demanda que é frequente do público consumidor e também de interessados em criar um negócio próprio. É uma maneira segura, viável, acessível e prática de vender sem ter estoque físico, sem realizar grandes investimentos, sem contato direto com o produto e executando todas as funções de casa, usando um computador.

Contudo, vale lembrar que, para que o negócio realmente seja um sucesso, é importante investir tempo e dedicação na estratégia de marketing, no relacionamento com o cliente e na manutenção de uma loja virtual de qualidade.

eGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Você também pode gostar…

Planilha financeira Excel: Download Grátis – Atualizada 2022

Download Grátis Uma planilha financeira pode melhorar o resultado de sua empresa? É de conhecimento geral que toda empresa precisa de um plano de contas, controle de gastos, controle de estoque e de um controle de fluxo de caixa. Empresas...

Planilha de Controle de Vendas: Download Gratuito 2022

Download Grátis O faturamento gerado pelas vendas certamente é a principal fonte de receita das empresas. Tanto em relação às empresas que trabalham com produtos, quanto em relação aquelas que são prestadoras de serviços. Sendo assim, uma...

Planilha de Custo Médio: Download Grátis

Download Grátis Quando falamos em gestão eficiente de empresas, não podemos deixar de falar em controle de estoque. Quem entende que um bom gerenciamento de produtos armazenados é fundamental para o sucesso, está no caminho certo. Afinal,...

Planilha de Controle de Produção [Download Grátis]

Download Grátis A maioria dos produtos comprados pelos consumidores são resultados de transformações de uma matéria-prima. E alguém deve fazer essa transformação. Por isso, existem empresas responsáveis por realizar essas alterações. Elas...

Planilha de Ordem de Serviço: Download do Modelo Grátis!

Download Grátis A planilha de ordem de serviço é um dos documentos mais comuns entre as empresas prestadoras de serviço. Ela é uma forma de organizar e distribuir os pedidos recebidos pelo setor comercial da organização, repassando-os...

Planilha de Margem de Contribuição: Download Grátis

Download Grátis A planilha de margem de contribuição é considerada uma das ferramentas mais importantes dentro de um processo de gestão de empresas. Com ela, é possível fazer o cálculo exato do quanto a empresa tem disponível depois de...

Planilha de estoque mínimo: Como calcular [Download Grátis]

Download Grátis O estoque mínimo também é conhecido como estoque de reserva, estoque de segurança e estoque de proteção. Mas, todos esses conceitos se referem ao mesmo indicador e têm o mesmo objetivo: evitar que a empresa perca cliente...

Planilha de DRE: Modelo para download [Grátis]

Download Grátis A Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) faz parte da gestão financeira de empresas e empreendedores. A sigla é bastante conhecida em escritórios de contabilidade por ajudar a manter um controle periódico de todas as...

Planilha de Balanço Patrimonial Download Grátis [+DRE integrado]

Download Grátis O balanço patrimonial de uma empresa nada mais é que uma verificação do capital da empresa, sendo eles os ativos e passivos. Assim, de tempos em tempos é necessário fazer esse levantamento e analisar as informações do...

Planilha de Fluxo de Caixa 2022 – Grátis e fácil

Download Grátis O download da planilha de Fluxo de Caixa é grátis? Sim, o download da planilha de fluxo de caixa do eGestor é totalmente gratuito. Para evitar problemas relacionados à versão do Excel, sugerimos a utilização no Google...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!