Mensurar o rendimento de seus funcionários no dia-a-dia em relação não só a produtividade, mas também sobre seus aspectos comportamentais, é fundamental para ter controle sobre o andamento de todo o processo operacional de sua empresa e para manter um ambiente de trabalho agradável. Para essa avaliação, existem diversas técnicas voltadas não só para a análise de resultados, mas também para solucionar possíveis problemas e melhorar o desempenho. Quer saber como avaliar os seus funcionários? Neste artigo vamos listar alguns métodos, que podem ser extremamente importantes no seu processo de gestão de pessoas.

1- Avaliação por planilha

Trata-se de uma metologia de avaliação extremamente simplificada, executada exclusivamente pelos superiores das empresas, que consiste na elaboração de uma tabela com 6 colunas, voltada para a comparação de resultados.

Na coluna 1 são inseridos os fatores a serem avaliados, tais como: qualidade nas atividades desenvolvidas no trabalho, nível de empenho, grau de conhecimento sobre a área de atuação, capacidade de trabalhar em equipe, relacionamento com colegas de trabalho em geral, cumprimento de metas, pró-atividade e criatividade, dentre outros critérios.

Em todas as outras colunas, deve-se preencher as opções voltadas para a avaliação em si: ótimo, bom, regular, ruim e péssimo. E a partir de então marcar a opção escolhida em cada um dos critérios de análise.

2- Processo de Autoavaliação

Trata-se da análise dos funcionários em relação aos seus próprios desempenhos especificamente, para em seguida discutir com os seus gestores todos os aspectos analisados. É um método de avaliação que pode ser extremamente positivo, pois desperta o senso crítico e a fuga da zona de conforto, identificando possíveis melhorias de pontos fracos.

Entretanto, este processo exige muita honestidade dos funcionários para ser eficiente, que não podem esconder os pontos a serem melhorados, assim como também não devem subestimar os pontos positivos. Este método deve ter um equilíbrio entre aspectos positivos e negativos, e é preciso que os funcionários tenham em mente o seu objetivo: crescimento. Tanto pessoal, quanto para o bem da empresa de uma forma geral.

3- Avaliação em conjunto

Consiste em um processo de entrevistas e reuniões com seus funcionários, de forma a gerar debate e proporcionar diferentes visões em relação ao desempenho. A partir da identificação de problemas pelos avaliadores e também por avaliados, é possível identificar com mais clareza o que deve ser feito para melhorar. Este método é importante, pois os funcionários percebem que os gestores estão interessados em saber as suas opiniões, e o processo de avaliação não se torna tão autoritário.

4- Avaliação de habilidades

Desta maneira, os gestores avaliam quais funcionários são mais aptos para determinadas tarefas. Este processo não é só voltado para a avaliação dos aspectos a serem melhorados pelos funcionários em si, mas é também uma auto-avaliação de gestão de pessoas. Será que você não está atribuindo determinadas tarefas a funcionários que poderiam ajudar de uma outra maneira, de acordo com as suas capacidades?

5- Pesquisa de campo

Esta metodologia é mais complexa que as demais, pois necessita de um especialista em recursos humanos para ser executada. A partir da reunião deste especialista com os gestores, serão planejadas possíveis ações a serem tomadas para melhorar os resultados de cada funcionário.

6- Avaliação 360 graus

A avaliação 360 graus dos funcionários é talvez o método mais completo, já que todos os colaboradores da empresa exercem o papel de avaliadores e também são avaliados por outros funcionários, independente do cargo que ocupam. Este processo pode ser vantajoso para a empresa a medida em que os colaboradores sentem-se privilegiados por poderem avaliar os seus próprios superiores, e fazerem sugestões de melhora, visando o bem da empresa. Entretanto, ao optar por este método, os gestores precisam deixar um pouco de lado a autoridade dentro da empresa, e devem estar abertos as críticas.

7-Avaliação por escolha forçada

Neste método, os colaboradores terão que preencher um questionário relacionado as suas características. Em caso de os funcionários se identificarem com determinada característica, terão que preencher com um sinal positivo (+), e em caso contrário, com -.

Este também é um tipo de auto-avaliação. A diferença entre esta técnica e a de autoavaliação que foi citada anteriormente neste artigo, é que na avaliação por escolha forçada, os funcionários terão as perguntas já estabelecidas, enquanto que na autoavaliação tradicional, os colaboradores possuem total liberdade para listar seus pontos fortes e fracos.

8- Avaliação por fatos extraordinários

Esse tipo de avaliação não consiste em analisar ações e comportamentos rotineiros dos colaboradores de uma forma geral. Mas sim, avaliar em relação a atitudes “fora da curva”, que saem do padrão da empresa, causando um impacto amplamente positivo ou negativo.

9- Avaliação por metas e objetivos

Essa metologia é bastante tradicional e é usada por grande parte das empresas, principalmente as que trabalham com venda de produtos. A avaliação por metas e objetivos consiste em avaliar os fins, muito mais do que os meios. Isto é, é uma metodologia de avaliação voltada exclusivamente para os resultados obtidos pelos colaboradores, e é realizada somente pelos gerentes e líderes das empresas. Especialmente neste processo, o acompanhamento dos resultados é de suma importância para verificar se as metas estão de acordo com a capacidade da empresa e dos funcionários, ou se foram elaboradas de uma forma irrealista.

Guia de Gestão de Equipes

Conclusão

De uma forma geral, a análise de desempenho nas empresas costuma seguir um certo padrão, com 3 etapas. A primeira delas é voltada para a observação comportamental dos funcionários em relação a importantes aspectos no ambiente de trabalho, tais como a capacidade de trabalhar em equipe, a proatividade, relacionamento com os demais colegas, dentre outros importantes fatores.

Feito este processo observacional, é necessário dar um retorno aos funcionários, para que eles estejam cientes dos aspectos que devem ser melhorados e dos seus pontos positivos. 

A partir de então, é preciso que ocorra a troca de ideias entre avaliadores e avaliados de forma a encontrar as soluções para os problemas. Definidos os problemas e as ações a serem tomadas, é importante o acompanhamento e o constante diálogo entre gestores e funcionários para verificar se as medidas estipuladas durante as avaliações estão de fato sendo executadas e trazendo resultados.

É importante ressaltar que o objetivo principal das avaliações não é a de corrigir problemas por meio de demissões de funcionários, mas sim identificar as dificuldades e estimular o desenvolvimento tanto pessoal, quanto da empresa como um todo. Portanto, realizar a avaliação dos funcionários é extremamente importante para que os seus pensamentos estejam totalmente alinhados com os de seus superiores, em busca constante pelo desenvolvimento e crescimento pessoal e empresarial.

Mas para avaliações eficientes, é importante com que tanto os colaboradores em geral, quanto os gestores, possuam um bom senso crítico e saibam aceitar sugestões no ambiente de trabalho. Também é importante que os líderes das empresas saibam reconhecer as qualidades de seus funcionários e elogia-los sempre que possível, de forma a mante-los motivados.

Estude o perfil de sua equipe para definir qual será o melhor método de avaliação, para extrair o máximo deste processo e melhorar a produtividade de sua empresa.

Conheça o eGestor, o sistema de gestão empresarial totalmente fácil e online!

Por Gabriel Pfeifer, em 14/09/2017

EGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em http://www.egestor.com.br