7 pequenas despesas que podem comprometer a sua gestão de caixa

Todo mundo sonha em não ter um chefe e em abrir a sua própria empresa. Porém, não importa se ela é grande ou pequena, controlar e manter tudo em ordem nunca é fácil. E requer muito trabalho.

Uma das tarefas mais importantes é a gestão de caixa. Ela deve ser sempre bem elaborada para que a empresa possa manter a sua organização e buscar o crescimento. Por ela, todo o gerenciamento de entrada e saída de recursos de uma empresa é feito. Assim, sendo uma atividade super importante para definir as tomadas de decisões e estratégias da empresa. E também para saber se tem condições de um investimento, por exemplo.

Mas, algumas pequenas despesas podem comprometer essa tarefa, e muitas vezes até passam despercebidas. Buscando aumentar a lucratividade da empresa e a produção, algumas dicas podem ser seguidas na empresa. Confira abaixo algumas, que são bem úteis para todos os empresários grandes e pequenos.

1. Não faça a união de contas

Muitos empresários realizam a união da conta pessoal com a da empresa. Esse erro é bem comum, mas deve-se fugir dessa armadilha e separar um valor mensal, como uma espécie de salário. Se o seu negócio inicialmente não estiver bem no financeiro, procure não mexer nessa parte, para assim criar um caixa.

2. Faça um controle diário

O acúmulo nunca é bom, e pode prejudicar a sua empresa. Faça um fluxo diário, não deixe acumular para fazer semanal ou mensal, isso pode ser um grave erro. Com a atividade feita diariamente, é possível analisar e controlar realmente o caixa. Já que se obtêm relatórios mais precisos e se controla realmente a entrada e saída da sua empresa.

3. Nunca gaste o que ainda não entrou

Um erro que empresários cometem é quando a venda não é a vista, mas a data de pagamento fica confirmada. Crendo que terá a quantia em dinheiro, faz as contas para pagar outras despesas nessa data. Mas e se o dinheiro não entrar? É aí que muitos começam a se complicar, fazem dívidas, juros e é o começo da ruína no seu estabelecimento. Faça planos apenas com o que realmente está no caixa, dessa forma, manterá a organização.

4. Seja presente na empresa

É comum que muitos empresários deixem tudo nas mãos de funcionários, muitas vezes nem indo até a empresa. Porém, isso também pode ser um erro grave, e é melhor evitar. Se mantenha presente, afinal, com certeza você suou muito para realizar o seu sonho. E por isso, não vai querer que outras pessoas fiquem no controle e possam colocar tudo a perder. Mantenha uma rotina presente em seu empreendimento. Busque tomar as decisões e diminuir os riscos de grandes dores de cabeça por um descuido.

5. Seja realista

Seja sempre realista com a situação atual de sua empresa. Assim, evite tomar atitudes que você não tem certeza se darão certo. Se previna de prováveis acidentes, mantenha um planejamento adequado, levando o mesmo a sério. Para que assim, seu empreendimento se fortaleça e aos poucos sua empresa se desenvolva.

6. Trace metas

Seguindo a linha do realismo, trace metas para ter uma motivação. Após as análises, veja um número bom que realmente a empresa possa atingir daqui três meses, e então trabalhe com a meta de alcançá-la. Ao atingir o primeiro objetivo, com base nas análises mais uma vez, faça uma nova, e assim vá fluindo, sempre estabelecendo pontos para aumentar a produtividade e motivação.

7. Use a tecnologia e empresas do segmento

Vivemos na era da tecnologia e informação, e devemos ser inteligentes para usar tudo isso ao nosso lado, trazendo lucros e ganhos para a nossa empresa. Os sistemas de gestão e automatização podem ser um ótimo negócio, facilitando para traçar estratégias e encontrar até mesmo clientes em potencial. Faça a união de uma boa gestão com software de gerenciamentos efetivos, usando a tecnologia de verdade ao seu lado e assim, mantenha a organização e busque sempre alavancar as suas vendas, gerando cada vez mais lucro.

Considerações finais

Existem diversos meios de proteger a gestão de caixa da sua empresas. Abaixo algumas dicas a mais que podem te ajudar na gestão de caixa da sua empresa:

  • Material de escritório: esse é um gasto que muitas vezes é desnecessário em nossa empresa. Veja o que você realmente precisa ter e evite comprar por luxo. Um bebedouro, por exemplo, em longo prazo é mais útil do que apenas um filtro. Já que você terá gastos com copos descartáveis.
  • Clientes: lembre-se de se atentar aos mimos aos clientes. Muitas empresas buscam dar brindes e até refeições buscando fidelizar o cliente. Veja o que realmente você pode oferecer na sua empresa e não busque coisas fora do seu alcance. E lembrando: sempre registre tudo na planilha de gastos.
  • Contas: ter duas contas de telefone, sendo uma pessoal e outra profissional é necessário. Mas pode ser um custo a mais. Procure por aparelhos nos quais seja possível utilizar dois números e faça dois em um. Assim, reduzindo esse gasto que parece pequeno, mas faz diferença no final do mês.

eGestor

O eGestor é um sistema de gestão de micro e pequenas empresas. Ele é totalmente online e completamente integrado. Uma vez que o sistema controle o seu financeiro, estoque e caixa, fica muito mais fácil administrar a sua empresa. 

E, além do controle, o sistema também emite NF-e, NFC-e e NFS-e. Conta também com a emissão de relatórios, para garantir uma visão mais ampla de como anda sua empresa.

Teste o eGestor gratuitamente durante 15 dias!

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br