Balanço patrimonial: veja como fazer o da sua empresa

Escrito em: 08/04/22
Início 9 Contabilidade 9 Balanço patrimonial: veja como fazer o da sua empresa

Realizar um balanço patrimonial está longe de ser uma coisa simples e rápida. 

Reunir os dados financeiros de uma empresa em um único documento é, ao mesmo tempo, uma tarefa complicada e necessária. Sendo assim, o gestor não pode se esquivar dela.

Você certamente já encontrou por aí avisos de “fechado para balanço”, certo? Isso se dá pela necessidade de envolver um grande número de pessoas no processo. 

Além de evitar a ocorrência de variações substanciais no patrimônio da empresa, decorrentes de atividades comerciais no período em que ela realiza o levantamento de seus ativos e passivos.

Afinal, esse documento fornece algumas das informações que subsidiarão vários processos decisórios, incluindo o planejamento estratégico de uma empresa. Continue lendo o nosso artigo e entenda mais sobre o processo. 

Boa leitura!

Planilha de controle Financeiro gratuita

O que é o balanço patrimonial de uma empresa

O balanço patrimonial é um levantamento de todos os ativos e passivos que um negócio possui. É uma demonstração fixa que pode ser realizada de forma anual, semestral ou até trimestralmente, depende da necessidade da sua organização.

A realização e atualização desse relatório é extremamente importante para determinar qual é o patrimônio real de uma organização. Isso é levado em consideração mesmo que seja um demonstrativo que atesta a situação do empreendimento em um momento específico.

Portanto, considere uma empresa grande e pense no esforço empreendido na intenção de realizar unicamente a contabilidade do estoque dessa organização. Pense, por exemplo, que essa empresa é uma grande rede de supermercados ou uma grande distribuidora. 

Assim, fica mais fácil dimensionar qual será o nível de controle necessário para levar a cabo um balanço patrimonial.

Agora, considere todas as despesas da empresa, como aquelas relativas à folha de pagamento e custos fixos do negócio ou gastos com manutenção de frota ou maquinário.

Tanto os gastos quanto os ativos de uma empresa podem se apresentar de formas variadas. E, desse modo, organizar todas essas informações com frequência pode intimidar gestores. 

Além disso, mesmo após finalizada a realização do balanço patrimonial, o trabalho não estará concluído.

Isso se deve ao fato de que o balanço representa um demonstrativo datado da situação da empresa. E sendo assim, carece de atualizações periódicas posteriores. O balanço patrimonial permite a visualização do posicionamento momentâneo do negócio e nos diz quanto o empreendimento custa e qual é o benefício financeiro proporcionado por ele.

O balanço empresarial funciona como uma fotografia: ele é um demonstrativo estático. Mas, ao mesmo tempo, permite que a partir da análise das suas informações — e da organização dos dados financeiros da empresa — seja possível traçar estratégias e planos de ação.

Para que serve o Balanço Patrimonial

O balanço patrimonial é uma ferramenta que consegue indicar os valores de um negócio. Portanto, ele serve para:

  • analisar como está o controle financeiro;
  • entender de onde vem e para onde vai o dinheiro;
  • saber quais são os bens, obrigações e direitos.
  • apresenta dados financeiros a prováveis investidores;
  • ajuda a tomar decisões e na elaboração de projetos e planejamentos;
  • identifica impostos e melhora o planejamento tributário;
  • avalia as necessidades do negócio.

Baixe nossa planilha de controle financeiro!

Qual é o objetivo do Balanço Patrimonial

O balanço patrimonial é um relatório contábil de todos os bens, direitos e obrigações de um negócio. Dessa forma, o objetivo do mesmo é apresentar as informações contábeis e financeiras em um período de tempo.

Com o relatório em mãos, se pode entender dados que são cruciais. Por exemplo, se houver algum tipo de interesse por um investidor, o balanço patrimonial é apresentado. Isso acontece porque ele mostra todas as informações financeiras, facilitando essa análise.

objetivo do balanço patrimonial

Importância do Balanço Patrimonial

Ao terminar de inserir todas as informações que o balanço patrimonial requer, é possível identificar se a empresa está no prejuízo ou se ela está lucrando, simples assim. É por isso que ele é considerado um dos relatórios mais importantes para a gestão da empresa.

Assim, também se entende outras diversas informações, como quais são os bens considerados patrimônios, e ainda, qual o valor total do estoque.

Essas informações facilitam na hora do aperto, por exemplo.

Entenda a estrutura do Balanço Patrimonial ou Contábil

Para montagem do balanço patrimonial há uma estrutura, parecida com uma tabela. Ela é composta por trẽs informações principais, onde cada uma deve estar em um lado específico.

Assim, as informações são:

No lado esquerdo da tabela devem estar os ativos, os bens; e no lado direito ficam os passivos, que são as obrigações, e também, o patrimônio líquido, que são informações como capital do negócio.

Ativos x Passivos x Patrimônios na Contabilidade

1. Os ativos da empresa

Por definição, os ativos são os itens que a empresa possui e que podem gerar benefícios econômicos futuros. 

Essa categoria apresenta uma subdivisão no balanço patrimonial: os ativos de uma empresa podem ser separados entre ativos circulantes, ativos não circulantes e circulantes de longo prazo. 

Entenda melhor o que os diferencia:

  • ativos circulantes: são aqueles itens que apresentam alta conversibilidade econômica. Ou seja, que podem ser convertidos pela empresa em dinheiro de forma mais simples. São considerados como ativos circulantes itens como contas a receber, impostos a recuperar, as despesas do exercício seguinte, entre outros;
  • ativos circulantes de longo prazo: realizáveis a longo prazo, como valores a receber, possíveis créditos junto aos sócios, entre outros.
  • ativos não circulantes: investimentos (como participações e outros investimentos permanentes), imobilizados (como maquinário, equipamentos, terrenos e imóveis) e intangíveis (como no caso de pesquisas em curso, patentes e marcas).

2. Os passivos da empresa

Como já dissemos, os passivos de uma empresa são as suas obrigações financeiras — eles também apresentam subdivisões. Confira:

  • passivos circulantes: itens que compreendem pagamentos devidos a fornecedores, obrigações trabalhistas e tributárias, empréstimos contraídos, financiamentos e outras despesas dessa categoria;
  • passivos não circulantes: itens como os empréstimos e os financiamentos a longo prazo, além de contas a pagar a fornecedores de longo prazo e dívidas trabalhistas de longo prazo.

3. Patrimônio líquido: o resultado da empresa

A terceira das categorias principais que compõem o balanço patrimonial da sua empresa é o patrimônio líquido — ou seja, a diferença entre o valor dos ativos e os passivos, montante que representa o capital da empresa.

Consideramos, para esse cálculo, o abatimento dos prejuízos acumulados e também dos valores referentes a ações relativas à tesouraria. Em outras palavras, o patrimônio líquido corresponde ao capital social da empresa.

Realizar o balanço patrimonial de uma empresa pode ser muito trabalhoso, mas nem por isso deixa de ser indispensável. Além de ser uma das declarações financeiras obrigatórias de maior relevância para uma organização, o balanço também é extremamente relevante na hora de planejar ações futuras que determinarão os rumos do negócio.

Balanço Patrimonial
AtivoPassivo
CirculanteSalários a pagarR$
CaixaR$FornecedoresR$
BancoR$EmpréstimosR$
EstoqueR$Aluguel a pagarR$
Não circulantePatrimônio Líquido
ImóveisR$Capital SocialR$
InvestimentosR$Lucros acumuladosR$
TotalR$TotalR$

Como analisar a liquidez por meio do Balanço Patrimonial?

Os indicadores de liquidez do balanço patrimonial possuem cada um uma fórmula para cálculo, são eles:

  • liquidez corrente: ativo circulante / passivo circulante
  • liquidez imediata: disponível / passivos circulantes
  • liquidez seca: (ativos circulantes – estoques) / passivos circulantes
  • liquidez geral: (ativos circulantes + realizável em longo prazo) / (passivo circulantes + exigível em longo prazo)

Como realizar o balanço patrimonial

–  Agrupe os ativos e passivos

Para realizar o balanço patrimonial de uma empresa devemos começar pelo levantamento de todos os ativos que ela possui. Assim, é importante destacar que os ativos são todos os bens e direitos de uma empresa passíveis de conversão em valor monetário.

Em direta oposição a esse conceito existem os passivos, que compõem o segundo elemento que deve constar em um balanço patrimonial. Eles representam todas as obrigações financeiras e dívidas que uma empresa possui.

Ao confrontar essas duas dimensões financeiras da empresa chegaremos ao patrimônio líquido desta, que nada mais é do que a diferença entre o total de ativos e passivos. O patrimônio líquido serve de critério decisivo para determinar qual é a real situação de uma empresa.

– Concilie os Saldos Contábeis

A conciliação dos saldos contábeis é a comparação de valores entre o que foi registrado e o que realmente existe, seja no banco ou no caixa. Ela serve para ter mais segurança na análise dos saldos.

Por isso, é tão importante fazer um controle financeiro preciso, com todas as informações, como fluxo de caixa, folha de pagamento e mais.

– Ajuste e reclassifique as contas patrimoniais

Para fazer o balanço patrimonial todos os dados inseridos devem estar corretos. Assim, para inserir os valores do estoque, por exemplo, ele deve estar bem controlado e contabilizado. 

É válido fazer um inventário, para identificar exatamente a quantidade de produtos no total e assim poder fazer o cálculo exato.

Isso deve ser levado em conta com todos os outros dados. Por exemplo, para os impostos se deve calcular a provisão do imposto de renda e do CSLL.

– Faça os lançamentos de encerramento

Dentro do balanço patrimonial existe uma conta transitória chamada ARE, ou apuração do resultado do exercício. Quando o balanço é montado, as contas a pagar e receber acabam ficando em um limbo, aí que entra a apuração do resultado.

Esses valores são lançados nessa conta e creditados ou debitados como “Apuração do Resultado do Exercício”.

– Classifique as contas patrimoniais

Agora que você já fez a parte mais difícil, chegou a hora de montar o seu balanço patrimonial. Todas as contas que restaram devem se encaixar em algum ponto, seja ativo, passivo ou patrimônio líquido. 

Fique atento: o saldo do ativo deve ser igual ao saldo do passivo somado ao patrimônio líquido.

Como fazer balanço patrimonial de MEI?

O MEI é um tipo de empresa que possui CNPJ, paga todos os impostos, mas é dispensado de algumas obrigações. Por exemplo, quem é MEI não precisa emitir notas fiscais. 

Assim, o MEI também não tem obrigação de ter um contador. Logo, ele não tem o dever de fazer o balanço patrimonial. Porém, muitos editais de licitações solicitam o relatório. Então, o que o MEI deve fazer?

Segundo a Lei Complementar nº 128/2008, o MEI é considerado um empresário individual para fins de licitação. Esse, no mesmo caso, é apresentado como pessoa física que deverá estar inscrita no Registro Comercial.

Dessa forma, em uma licitação, é exigido do MEI os documentos solicitados nos artigos 28 e 31 da Lei das Licitações.

Como fazer balanço patrimonial de MEI

Como calcular os principais indicadores do Balanço Patrimonial?

Os principais indicadores a serem utilizados no balanço patrimonial são os de renda, liquidez e dívidas. 

Os indicadores de renda estão o Giro de Ativos, Retorno sobre ativos e Retorno sobre Patrimônio Líquido:

  • Giro de Ativos: vendas / ativo total
  • Retorno sobre os Ativos: lucro líquido / ativo total
  • Retorno sobre Patrimônio Líquido: lucro líquido / patrimônio líquido

Outro indicador é o de liquidez, já citado acima.

E, por último, temos os indicadores de dívidas. Esses mostram o nível de endividamento de um negócio:

  • Grau de endividamento: passivo / patrimônio líquido
  • Endividamento: passivo total / ativo total

Perguntas frequentes

Quando deve ser feito o balanço patrimonial? 

Normalmente o balanço patrimonial é feito a cada 12 meses, mas, ele deve ser feito no fim de cada exercício social.

O que analisar em um Balanço Patrimonial? 

Antes de tudo, o balanço analisa os ativos e passivos da empresa, sejam circulantes ou não. Mas, ele também pode analisar outras informações, como se a quantidade de passivos é muito maior que a de ativos.

Também, é possível analisar se os ativos são mantidos com o capital próprio ou de terceiros e se os recursos utilizados para manter o negócio têm custos menores que os lucros.

Como elaborar um Balanço Patrimonial?

O primeiro passo para elaborar um balanço patrimonial é ter um controle financeiro bem feito. Assim, é possível separar todas as informações de ativos, passivos e patrimônio líquido, para começar a fazer o relatório. Depois de divididos, se coloca essas informações em uma planilha. Lembre-se que os ativos devem ser iguais ao passivo mais o patrimônio líquido.

Como o Relatório Contábil é elaborado?

O relatório contábil é uma relação das movimentações financeiras da empresa no período de tempo necessário. Ele é feito pelo contador, a partir do Livro Diário.

O Registro Contábil é obrigatório?

Segundo o CFC (Conselho Federal de Contabilidade) o registro contábil é obrigatório. Assim, o registro de informações financeiras deve ser feito por todas as empresas, exceto o MEI em alguns casos.

O que acontece quando a empresa não tem o Balanço Contábil e seus livros? 

Assim como na maioria das situações em que uma empresa não cumpre com obrigatoriedades, ela é sobre penitências. Com o balanço patrimonial não é diferente. Algumas são:

  • Não poder utilizar as informações em processos tributários
  • Impossibilidade de partilhar entre os sócios os lucros isentos da presunção
  • Não poder acompanhar o financeiro da empresa
  • Impossibilidade de requerer recuperação judicial

Quais os principais indicadores com o Balanço

O balanço patrimonial acaba por mostrar vários indicadores importantes para o negócio. Confira eles e suas fórmulas:

  • Indicadores de liquidez
    • Corrente: Ativo Circulante / Passivo Circulante
    • Seca: (Ativos Circulantes – Estoques) / Passivos Circulantes
    • Geral: (Ativos Circulantes + Realizáveis a Longo Prazo) / (Passivo Circulantes + Exigível a Longo Prazo)
    • Imediata: Disponível /Passivos Circulantes
  • Indicadores de renda
    • Retorno sobre os Ativos = Lucro Líquido /Ativo Total
    • Giro de Ativos = Vendas /Ativo Total
    • Retorno sobre o Patrimônio Líquido = Lucro Líquido /Patrimônio Líquido
  • Indicadores de dívida
    • Endividamento = Passivo Total /Ativo Total
    • Grau de Endividamento = Passivo / Patrimônio Líquido
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Você também pode gostar…

Planilha de Frente de Caixa: Baixe o modelo grátis agora!

Download Grátis Você sabe o que é frente de caixa e por que ela é importante para o seu negócio? Apesar de muitos gestores não darem atenção a esse setor da empresa, a verdade é que a frente de caixa é um dos pontos principais da...

Planilha de Comissão de Vendas – Download grátis

Download Grátis A planilha de comissão de vendas é uma ferramenta que orienta o empregador. Ela o ajuda a controlar o desempenho de todos os seus funcionários envolvidos na tarefa de vender mais. A planilha reúne diversas informações...

Planilha financeira Excel: Download Grátis – Atualizada 2022

Download Grátis Uma planilha financeira pode melhorar o resultado de sua empresa? É de conhecimento geral que toda empresa precisa de um plano de contas, controle de gastos, controle de estoque e de um controle de fluxo de caixa. Empresas...

Planilha de Curva ABC: Download Grátis

Download Grátis A Curva ABC é uma técnica para entender o grau de importância de um produto dentro da empresa. Esse processo define quais produtos trazem mais retorno, os que trazem um retorno médio e os que trazem retorno baixo. Mas para...

Planilha de Custo Médio: Download Grátis

Download Grátis Quando falamos em gestão eficiente de empresas, não podemos deixar de falar em controle de estoque. Quem entende que um bom gerenciamento de produtos armazenados é fundamental para o sucesso, está no caminho certo. Afinal,...

Planilha de DRE: Modelo para download [Grátis]

Download Grátis A Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) faz parte da gestão financeira de empresas e empreendedores. A sigla é bastante conhecida em escritórios de contabilidade por ajudar a manter um controle periódico de todas as...

Planilha de Folha de Pagamento [Modelo para Download Grátis]

Download Grátis Toda empresa que possui funcionários tem uma folha de pagamento. Isso é um fato. Mas muitas vezes não se sabe quais impostos devem ser pagos, quais os cálculos que devem ser feitos, e outras inúmeras dúvidas. E para isso,...

Planilha de Controle de Produção [Download Grátis]

Download Grátis A maioria dos produtos comprados pelos consumidores são resultados de transformações de uma matéria-prima. E alguém deve fazer essa transformação. Por isso, existem empresas responsáveis por realizar essas alterações. Elas...

Planilha de contas a pagar e receber – Download gratuito 2022

Download Grátis A planilha de contas a pagar e receber do Excel, é de suma importância para planejar o orçamento de sua empresa, de forma que seu caixa esteja preparado para lidar com as despesas, assim como projetar a realização de novos...

Planilha de Fluxo de Caixa 2022 – Grátis e fácil

Download Grátis O download da planilha de Fluxo de Caixa é grátis? Sim, o download da planilha de fluxo de caixa do eGestor é totalmente gratuito. Para evitar problemas relacionados à versão do Excel, sugerimos a utilização no Google...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!